Home         Igreja Virtual         Multimídia         Cultos           Rede Gospel            Gospel FM         Igospelmail
Três provas de que o rei Ezequias realmente existiu

Resultado de imagem para tunel de ezequias
 
1- O aqueduto
 
Também conhecido como Túnel de Siloé, o Tunel de Ezequias é um aqueduto que foi escavado em uma rocha sólida, na cidade de Jerusalém, por volta de 701 a.C., durante o reinado de Ezequias.
 
Descrito por peritos como uma das grandes proezas de engenharia da antiguidade, o túnel conduzia o povo desde a Fonte de Giom até o tanque de Siloé e foi projetado para abastecer Jerusalém de água, durante um sítio organizado pelos assírios.
 
Bases bíblicas:
 
"Ora, o restante dos atos de Ezequias, e todo o seu poder, e como fez a piscina e o aqueduto, e como fez vir a água para a cidade, porventura não estão escritos no livro das crônicas dos reis de Judá?" - 2 Reis 20:22.
 
"Quando Ezequias viu que Senaqueribe tinha vindo com o propósito de guerrear contra Jerusalém, teve conselho com os seus príncipes e os seus poderosos, para que se tapassem as fontes das águas que havia fora da cidade; e eles o ajudaram. Assim muito povo se ajuntou e tapou todas as fontes, como também o ribeiro que corria pelo meio da terra, dizendo: Por que viriam os reis da Assíria, e achariam tantas águas?" - 2 Crônicas 32:2 a 4.
 
"Também foi Ezequias quem tapou o manancial superior das águas de Giom, fazendo-as correr em linha reta pelo lado ocidental da cidade de Davi. Ezequias, pois, prosperou em todas as suas obras." - 2 Crônicas 32:2.
 
Uma jornada inesquecível 
 
O Túnel de Ezequias faz parte do trajeto da viagem que a Renascer em Cristo realiza anualmente em Israel.
 
Relembre, no vídeo abaixo, o momento em que o Apóstolo Estevam Hernandes passou pelo local:
 
 
2- Vestígios de um santuário pagão destruído por ele
 
 
Reis 18. 1 a 4: “No terceiro ano de Oséias, filho de Elá, rei de Israel, começou a reinar Ezequias, filho de Acaz, rei de Judá. Tinha vinte e cinco anos de idade quando começou a reinar e reinou vinte e nove anos em Jerusalém; sua mãe se chamava Abi e era filha de Zacarias. Fez ele o que era reto perante o SENHOR, segundo tudo o que fizera Davi, seu pai.
 
Removeu os altos, quebrou as colunas e deitou abaixo o poste-ídolo; e fez em pedaços a serpente de bronze que Moisés fizera, porque até àquele dia os filhos de Israel lhe queimavam incenso e lhe chamavam Neustã.”
 
Arqueólogos da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA, na sigla em inglês) encontraram artefatos que comprovam a narrativa bíblica acima.
 
Durante as escavações, que aconteceram no Parque Nacional Tel Lachish, entre o Monte Hebrom e o Mar Mediterrâneo, de janeiro a março de 2016, os pesquisadores encontraram um “portão-santuário”, datado no século 8 a.C – o maior do período do Primeiro Templo já descoberto no país –.
 
"O tamanho da porta é consistente com o conhecimento histórico e arqueológico que possuímos. Lachish era uma grande cidade, uma das mais importantes depois de Jerusalém", disse Sa'ar Ganor, um dos responsáveis pela expedição.
 
De acordo com o especialista, a destruição dos ídolos ocorreu perto dos portões da cidade. Ali, idosos, governadores, reis e funcionários tinham o costume de se reunir. “Os bancos onde eles sentaram foram encontrados em nossas escavações”, garante ele.
 
3- O selo real
 
Nenhum texto alternativo automático disponível.
 
Arqueólogos israelenses descobriram uma marca do selo do rei bíblico Ezequias, que ajudou a transformar Jerusalém em uma metrópole na antiguidade.
 
A inscrição circular em uma peça de argila de menos de um centímetro de comprimento pode muito bem ter sido feita pelo próprio rei, disse Eilat Mazar, da Universidade Hebraica de Jerusalém, que dirigiu a escavação onde a peça foi encontrada.
 
Ezequias reinou aproximadamente no ano 700 a.C. e foi descrito na Bíblia como um monarca ousado –“... de modo que não houve ninguém semelhante a ele, entre todos os reis de Judá, nem antes nem depois dele” (2 Reis, 18:5)– e que se dedicou a eliminar a idolatria em seu reino.
 
“Essa é a primeira vez que a impressão de um selo de um rei israelita ou da Judéia veio à luz em uma escavação arqueológica científica”, afirmou Mazar.
 
A impressão na argila, conhecida como bula, foi descoberta junto ao pé da parte sul de um muro que cerca a Cidade Velha de Jerusalém, uma região rica em relíquias do período do primeiro dos dois templos judeus antigos.
 
O artefato estava enterrado em uma área de descarte de dejetos que remonta aos tempos de Ezequias, e provavelmente foi atirado de um edifício real adjacente, segundo Mazar, contendo escritos em hebreu antigo e o símbolo de um sol com duas asas.
 
A bula foi catalogada inicialmente e armazenada, juntamente com 33 outras, após uma primeira inspeção que não conseguiu detectar sua verdadeira identidade.
 
Só cinco anos mais tarde, quando um membro da equipe a examinou sob uma lupa e discerniu pontos entre algumas letras, é que seu significado ficou claro.
 
Os pontos ajudam a separar as palavras “Pertencente a Ezequias (filho de) Acaz, rei de Judá”.
 
Mazar afirmou que a parte de trás da impressão na argila tem sinais de barbantes finos que eram usados para amarrar papiros.
 
“Sempre surge a pergunta ‘quais são os fatos reais por trás das histórias bíblicas?'”, disse. “Aqui temos a chance de chegar tão perto quanto possível da própria pessoa, do próprio rei”.
 
 
 
Redação iGospel
Leia tambm:
Jejum da Limpeza de Ezequias chega ao 4º dia (12.01)
Jejum da Limpeza de Ezequias chega ao 9º dia (18.01)
"Jejum da Limpeza de Ezequias" termina nesta quinta! (25.01)
Apóstolo ministra sobre limpeza espiritual de Ezequias (06.01)
Apóstolo Estevam fala sobre a oferta de Ezequias (06.01)

Publicado em 09/02/2018
Matérias | Igrejas | BUSCADOR


Mais Notícias
24.02
Domingo é dia da vitória contra Satanás
23.02
25 conselhos do Apóstolo para a educação dos filhos
23.02
Relembre 10 conselhos que Billy Graham deixou para as famílias
23.02
Descoberta pode comprovar existência do profeta Isaías
23.02
10 celebridades que decidiram esperar até o casamento
22.02
Ciência comprova que a oração tem efeitos curativos
22.02
"Deus transforma dor em beleza", diz Bethany Hamilton

Radio Gospel FM 90.1 | Marcha para Jesus | Renascer Praise | O2 Church
Todos os direitos reservados - 2018 | Ano Apostólico de Samuel
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.