Home         Igreja Virtual         Multimídia         Cultos           Rede Gospel            Gospel FM         Igospelmail
10 dicas para manter suas finanças em dia na quarentena

5 dicas para suas finanças sobreviverem em tempos de coronavírus ...
 
1 Timóteo 6.10: “Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.”
 
Eclesiastes 10.19: “O festim faz-se para rir, o vinho alegra a vida, e o dinheiro atende a tudo.”
 
Lucas 14.28 a 30: “Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la? Pois, se lançar o alicerce e não for capaz de terminá-la, todos os que a virem rirão dele, dizendo: ‘Este homem começou a construir e não foi capaz de terminar’.”
 
Precisamos aprender a nos relacionar com o dinheiro da forma correta... O dinheiro não é um fim, é um meio… É um instrumento… Um recurso que utilizamos para suprir necessidades… Serve para nos ajudar a viabilizar propósitos… É o fruto do nosso trabalho…
 
Precisamos, assim como Timóteo nos ensina, ter cuidado para ele não se tornar o nosso senhor e a nossa razão de viver…
 
Não existe uma fórmula para sair do atoleiro de dívidas do dia para a noite ou para enriquecer da noite para o dia… É um processo que demanda tempo, foco, disciplina e algumas medidas essenciais, que vamos destacar abaixo:
 
1º Tenha consciência de que o que é do Senhor é o do Senhor…
 
As primícias, os nossos dízimos e ofertas!
 
Provérbios 3.9 e 10: “Honra ao Senhor com a tua fazenda e com as primícias de toda a sua renda; e se encherão os teus celeiros abundantemente, e transbordarão de mosto os teus lagares.”
 
Malaquias 3.10 e 11: “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos.”
 
Romanos 11.16: “E, se forem santas as primícias da massa, igualmente o será a sua totalidade; se for santa a raiz, também os ramos o serão.”
 
2º Calcule a renda mensal da família
 
Se você não sabe quanto entra, como saberá o quanto poderá sair?
 
3º Calcule as despesas fixas:  aluguel, parcela de automóvel, mensalidade escolar…
 
4º Calcule as despesas variáveis: mercado, contas, gasolina, roupas, medicações, transporte por aplicativo…
 
5º Calculando os pontos de 1 um a 4, é possível identificar qual a porcentagem da sua renda que pode ser destinar à quitação de dívidas…
 
6º Se as dívidas não couberem no seu orçamento, reduza os gastos variáveis e, quando possível, as despesas fixas
 
Como? Identificando e eliminando os pequenos ladrões. Adote o “consumo consciente” como estilo de vida.
 
Existem algumas dicas que podem te ajudar:
 
- Identifique os focos de desperdício de água, luz e gás na sua casa;
 
- Pesquise antes de gastar! Existe uma série de aplicativos de cupons de desconto;
 
- Nunca vá ao mercado sem consultar a despensa e fazer uma lista;
 
- Reduza o pacote de TV a cabo ou o plano do celular;
 
- Desapegue: Venda as coisas que você não usa mais;
 
- Nunca compre algo só porque está na promoção!
 
7º Reduza os juros das dívidas: Lembre-se de que o cheque especial não é seu!
 
Para quem está no vermelho, migrar os débitos para empréstimos com taxas de juros menores permite economizar e, consequentemente, quitar a dívida com maior rapidez.
 
A dica vale principalmente para quem costuma entrar no cheque especial e pra quem costuma pagar a taxa mínima do cartão de crédito, ambas as taxas de juros costumam ser as maiores do mercado.
 
Considere trocar esse tipo de dívida por opções com juros mais baixos, como crédito pessoal ou empréstimo consignado.
 
Da mesma forma, ligue para bancos e instituições financeiras para renegociar financiamentos e parcelamentos. O momento de juros mais baixos na economia é perfeito para isso. E não hesite em procurar a portabilidade da sua dívida para uma instituição que ofereça condições mais favoráveis, caso o gerente não lhe ofereça um bom negócio.
 
8º Renegocie as dívidas, em vez de deixar acumular
 
É melhor demonstrar comprometimento, do que descaso! Lembre-se de que a verdade sempre será o melhor argumento!
 
9º Busque uma renda extra
 
Como diria o provérbio chinês: “Onde há crise, há oportunidade.”
 
10º Tenha uma reserva de emergência!
 
O aconselhável é que a sua reserva de emergência consiga cobrir suas despesas fixas por, no mínimo, seis meses! Se você for um profissional liberal, o ideal é conseguir se garantir por um ano!
 
O ideal é poupar, no mínimo, 10% da renda familiar por mês até atingir o valor dessa reserva e então você pode começar a investir de verdade.
 
E lembre-se de que:
 
Hebreus 12.11: “Toda disciplina, com efeito, no momento não parece ser motivo de alegria, mas de tristeza; ao depois, entretanto, produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça.”
 
Consumo consciente!
 
Para a quarentena, não pode faltar na despensa (para uma família de quatro pessoas passarem duas semanas):
 
- 5 kg de arroz;
 
- 3 kg de feijão;
 
- 1 kg de grão de bico ou lentilha (se quiser variar o tipo de grão no período);
 
- 1 lata de óleo;
 
- 1 lata de azeite;
 
- 2 pacotes de macarrão;
 
-1 lata de molho de tomate;
 
- Leite (pode ser duas ou três latas de leite em pó);
 
- 1 kg de pó de café;
 
- Para variar no café da manhã: pão de forma, farinha de tapioca, um pacote de aveia e um pacote de granola.
 
Na geladeira:
 
Queijos, iogurtes, leites.
 
Os lácteos, normalmente, têm validade para duas semanas e podem ajudar nesse período.
 
No freezer:
 
Carnes e legumes congelados.
 
Se o freezer for pequeno, retire os produtos das embalagens e coloque em potes menores!
 
No hortifruti:
 
Optes por frutas ricas em vitamina C, como:
 
- Abacaxi;
 
- Laranja;
 
- Limão;
 
- Maracujá.
 
Elas chegam a durar uma semana ou mais!
 
Outras opções também são maçã e pera.
 
Entre os legumes, eles sugerem:
 
- Batata;
 
- Cenoura;
 
- Abóbora.
 
As folhas — couve, espinafre, repolho, escarola etc — também são fontes de vitaminas e ferro, mas devem ser consumidas logo nos primeiros dias que foram compradas. Outra opção é comprar esses itens congelados.
 
Para fortalecer a imunidade, eles também recomendam:
 
- Açaí;
 
- Aveia;
 
- Brócolis;
 
- Gengibre;
 
- Linhaça;
 
- Kefir;
 
- Mel;
 
- Uva tinta.
 
Em relação aos produtos de limpeza e higiene, calcule o quanto você precisará para o mesmo período!
 
E o que sobrou? Procure saber se tem algum vizinho precisando... Você pode doar ou trocar por outro alimento que ele também tem sobrando.
 
 
Redação
Leia também:
Dicas para economizar nas compras de supermercado (03.08)
Dicas e ferramentas para administrar o tempo na quarentena (12.05)
10 dicas para manter a casa organizada na quarentena (31.07)
Dicas para não se perder em meio à crise (31.03)
Dicas de atividades para as crianças se divertirem em casa (24.07)

Publicado em 30/07/2020
Matérias | Igrejas | BUSCADOR


Mais Notícias
09.08
Nesta segunda! Prosperity Coaching com Apóstolo Estevam
09.08
EMPODERAMENTO é tema da reunião do projeto +QV
07.08
Como usar as redes sociais para evangelizar?
07.08
Como ser um bom pai? Confira os conselhos do Apóstolo
07.08
Dicas de filmes para te inspirar neste final de semana
07.08
Acompanhe os temas do Jejum dos Voos Altos da Águia
07.08
10 exemplos inspiradores de pais na Bíblia

Radio Gospel FM 90.1 | Marcha para Jesus | Renascer Praise | O2 Church
Todos os direitos reservados - 2020 | Ano Apostólico de Rute
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.