Home         Igreja Virtual         Multimídia         Cultos           Rede Gospel            Gospel FM         Igospelmail
Massada, fortalezas histricas e patrimnio mundial

Em setembro, o O2 Renascer, ministério de jovens da Renascer em Cristo, realizará um mochilão em Israel. Os pacotes específicos para este público (Light e Plus) fazem parte da Caravana Apostólica, em parceria com a Hebrom Turismo.
 
 
Além de participar da Marcha para Jesus, os mochileiros seguirão uma programação mais radical. Massada vai fazer parte do trajeto. Conheça um pouco da região, que é marcada por fortalezas históricas.
 
 
Massada se ergue imponente e isolada, no Deserto da Judeia. Localizada na costa ocidental do Mar Morto - o ponto mais baixo da terra, Massada é também um local de severa e majestosa beleza. Há dezenove séculos, foi o cenário de um dos mais dramáticos episódios da história. Neste local, um grupo de combatentes, em prol da liberdade, se ergueu contra a velha e poderosa Roma e preferiu a morte ao jugo do opressor.
 
Na metade do primeiro século da Era Comum, a fortaleza construída por Herodes, o Grande, em Massada, foi ocupada por um pequeno grupo de combatentes judeus e suas famílias. No ano 70 d.C., quando o general romano Tito conquistou e saqueou Jerusalém, destruindo o Templo, após quatro anos de violenta revolta, um grupo de guerreiros escapou do cativeiro e juntou-se aos habitantes de Massada. Eram não mais de duas mil pessoas.
 
Por dois anos, eles resistiram às investidas dos romanos e seu controle sobre Massada era absoluto. Até que, no ano 72 d.C., o governador romano Flavio Silva ordenou que 15 mil soldados romanos acampassem no sopé da montanha sitiando os moradores. Os romanos construíram uma muralha em torno de Massada, e uma maciça rampa de pedras e terra. Baseando-se em relatos de dois sobreviventes, o historiador Josefo Flavio, descreve como os defensores observavam os preparativos para a investida final.
 
Ao compreender que o desfecho estava próximo, os líderes de Massada conclamaram seus seguidores a permanecerem fiéis à causa pela qual haviam lutado tão longa e bravamente. "Antes morrer do que sermos escravizados por nossos inimigos. Deixaremos este mundo como homens livres".
 
Quando os romanos finalmente escalaram Massada e atravessaram suas muralhas, encontraram novecentos e sessenta homens, mulheres e crianças mortos por suas próprias mãos. Eles haviam deixado as provisões de água e alimentos intactas, para que os romanos soubessem que haviam preferido a morte à escravidão.
 
Durante muitas gerações, a história de Massada foi considerada como quase lenda. No entanto, em 1963, uma expedição arqueológica internacional provou que a lenda era verdadeira revelando muitos detalhes até então ignorados.
 
Massada transformou-se no símbolo da determinação de um povo em ser livre em sua própria terra. Dois mil anos depois, o sacrifício dos heróis de Massada permanece uma lembrança viva do amor à liberdade, tão importante para a nação judaica de hoje como o foi em antigas eras.
 
 
Redação iGospel
Informações: Cultura Hebraica
Leia também:
Em meio à pandemia, Renascer distribuiu 205 mil cestas básicas (15.05)
Médicos salvam a vida de bebê com coração impresso em 3D (14.05)
Americanos já podem deixar de usar máscaras (14.05)
Uma homenagem ao nosso querido irmão Le Baque (13.05)
Luciano Camargo lança "Ele é Jesus". Confira! (13.05)

Publicado em 13/05/2014
Matérias | Igrejas | BUSCADOR


Mais Notícias
15.05
Em meio à pandemia, Renascer distribuiu 205 mil cestas básicas
14.05
Domingo é dia de Celebração da Família na Renascer
14.05
Americanos já podem deixar de usar máscaras
14.05
Marcha para Jesus deste ano terá mega carreata solidária
14.05
Dicas de aplicativos para colocar sua leitura em dia
14.05
Hoje! Culto de Libertação nas Igreja Renascer
14.05
Médicos salvam a vida de bebê com coração impresso em 3D

Radio Gospel FM 90.1 | Marcha para Jesus | Renascer Praise | O2 Church
Todos os direitos reservados - 2021 | Ano Apostólico de Rute
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.