Home         Igreja Virtual         Multimídia         Cultos           Rede Gospel            Gospel FM         Igospelmail
Quem pegou COVID-19 deve se vacinar? Entenda!

Os efeitos que a contaminação pelo novo coronavírus podem causar no corpo humano seguem sendo estudados todos os dias. As diferentes respostas que cada organismo apresenta após a confirmação do diagnóstico, como a presença ou não de sintomas, confirmam que não há uma regra universal sobre como o patogênico vai interferir na saúde de cada indivíduo.
 
4 tipos de vacinas e o uso delas contra a covid-19 | Guia do Estudante
 
Assim como ocorre com algumas outras doenças, como é o caso da catapora, alguns pacientes recuperados da COVID-19 acreditam que já estão imunizados e, consequentemente, não precisam se vacinar. Mas qual é a diferença entre a imunização que ocorre com a infecção e a que vem com a vacina?
 
Segundo Matheus Todt, médico infectologista da S.O.S. Vida, a imunidade adquirida pela infecção existe, mas é temporária. "Acredita-se que possa durar alguns meses. A vacinação permite uma proteção mais duradoura. Por isso, a vacina também deve ser tomada pelas pessoas que já tiveram COVID-19", explica.
 
Ainda de acordo com o especialista, o número de doses da vacina não se difere entre quem já foi contaminado e quem nunca recebeu o diagnóstico positivo de coronavírus. "Todos os protocolos vacinais que dispomos hoje preveem as mesmas quantidades de doses (geralmente duas doses com intervalos de algumas semanas) para todos", explica Matheus.
 
Anticorpos e COVID-19
 
Entre os exames que podem diagnosticar um caso de coronavírus está o teste de sorologia. Feito através da análise do sangue, essa testagem determina se houve a produção dos anticorpos IgG e IgM pelo organismo.
 
IgG e IgM são classes de anticorpos (moléculas de defesa), produzidos pelo corpo especificamente contra um determinado antígeno - substância estranha ao organismo, que pode ser um vírus, bactéria ou toxina.
 
Já foram relatados alguns casos de pacientes que tiveram o diagnóstico positivo da doença e, ao realizarem o exame de sorologia, foi apontado que a produção de anticorpos contra as proteínas da SARS-CoV-2 foi considerada baixa ou até mesmo inexistente.
 
Além disso, uma pesquisa recente feita pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, revelou que a imunidade causada pela infecção do coronavírus pode ser pouco duradoura, desaparecendo após a quarta semana de tratamento contra a doença.
 
Portanto, os especialistas afirmam que a vacinação deve ocorrer mesmo após a confirmação de que houve a produção de anticorpos no teste de sorologia.
 
 
Fonte: Portal Minha vida 
Leia também:
Com vacinação adiantada, Israel tem celebrações de Páscoa (05.04)
Israel é o país com maior taxa de vacinação do mundo (11.03)
Combate à Covid-19: Vacinação no Brasil começa na quarta (18.01)

Publicado em 07/04/2021
Matérias | Igrejas | BUSCADOR


Mais Notícias
15.05
Em meio à pandemia, Renascer distribuiu 205 mil cestas básicas
14.05
Domingo é dia de Celebração da Família na Renascer
14.05
Americanos já podem deixar de usar máscaras
14.05
Marcha para Jesus deste ano terá mega carreata solidária
14.05
Dicas de aplicativos para colocar sua leitura em dia
14.05
Hoje! Culto de Libertação nas Igreja Renascer
14.05
Médicos salvam a vida de bebê com coração impresso em 3D

Radio Gospel FM 90.1 | Marcha para Jesus | Renascer Praise | O2 Church
Todos os direitos reservados - 2021 | Ano Apostólico de Rute
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.