top of page

Brasileira se torna campeã mundial de skate street


A brasileira Rayssa Leal se tornou a campeã mundial de skate street neste domingo, 5, ao vencer o Campeonato Mundial disputado nos Emirados Árabes Unidos. Este é o primeiro título de Rayssa com 15 anos, já que ela fez aniversário no último mês. Além de alcançar os dois principais títulos do skate street, com a Liga Mundial e o Campeonato Mundial, Rayssa chega a 80 mil pontos no ranking de classificação e coloca "um pé" nas Olimpíadas de Paris 2024.


A semana da brasileira havia começado com bastante tensão após ela lesionar o punho direito nos treinos. No entanto, com sessões redobradas de fisioterapia, ela conseguiu competir normalmente.


Rayssa, um fenômeno do esporte nacional, marcou 255,58 pontos, ficando à frente de outra atleta que vem chamando a atenção no skate, Chloe Covell, de apenas 12 anos, que obteve 253,31 pontos. Na terceira posição, a campeã olímpica Momiki Nishiya, 15, com 253,11.


A final do Mundial


A competição começou com duas voltas na pista para cada atleta. Pâmela Rosa abriu as voltas para o Brasil. A skatista falhou nas manobras na primeira tentativa e ficou com nota de 12,21. Apesar de abrir com uma queda, a segunda volta teve uma recuperação da Pamela, que fez nota de 43,38.


Gabi Mazetto foi a segunda brasileira a se apresentar e ficou com nota de 58,64 porque não conseguiu executar sua última manobra. A segunda tentativa foi parecida e Gabi não conseguiu subir a nota. Para fechar, Rayssa Leal teve nota de logo 83,32 na primeira volta e foi uma das quatro atletas a passar dos 80 na pista.


Nas manobras únicas, Pamela e Gabi erraram as primeiras tentativas. Rayssa fez manobra tranquila no corrimão maior e alcançou nota de 85,04, se mantendo na disputa do pódio. Para reassumir a liderança em busca do título mundial, a Fadinha fez a melhor nota do dia na terceira manobra, 87,22. A duas manobras do fim, a brasileira acumulava 258,68.


Pâmela Rosa conseguiu boa nota na segunda manobra, 83,14. O mesmo aconteceu com Gabi, que subiu para 79,35. As duas precisavam de mais uma nota alta para tentar um pódio, após não se destacarem nas voltas. Pâmela voltou a cair nas últimas tentativas e terminou com somatória de 126,52, ficando em oitavo. Já Mazetto encaixou bem a parte de trás do skate para uma nota de 86,43 e subiu para sexta, com soma de 221,45.


Confira o resultado da final feminina:


1º Rayssa Leal (BRA) - 255,58


2º Chloe Covell (AUS) - 253,51


3º Momiji Nishiya (JAP) - 253,30


4º Rizu Akama (JAP) - 251,91


5º Funa Nakayama (JAP) - 240,79


6º Gabriela Mazetto (BRA) - 221,45


7º Paige Heyn (EUA) - 211,71


8º Pamela Rosa (BRA) - 126,52


Trajetória no Mundial


Medalhista olímpica e atual campeã mundial com apenas 15 anos, o destaque fica também por Rayssa Leal ter competido lesionada. Na última quinta-feira, 2, ela machucou o braço durante um um treino. No dia seguinte, ela teve dificuldades, mas passou para as semifinais. Vale destacar que Rayssa entrou já nas quartas de final por conta de ser a atual campeã.


Além da 'Fadinha', também disputaram a final as brasileiras Gabriela Mazetto e Pâmela Rosa. Rayssa Leal participou da primeira semifinal e avançou com 252,98 pontos, o que a deixou entre as três melhores do primeiro grupo. Já Gabi ficou com 221,56. Pâmela Rosa, por sua vez, passou com 219,43 , na segunda semifinal.


Outras duas skatistas se classificaram através da repescagem. No geral, a melhor classificação foi da japonesa Akama Rizu, com 253,65. Rayssa ficou em segundo, Gabi em quinto e Pâmela em sexto. Dezesseis atletas competiram e quem avançou em oitavo foi a americana Paige Heyn, com 209,19.


*Com informações de Estadão Conteúdo e On Board Sports.


Fonte: Terra

Comentarios


Últimas

bottom of page