Ator da Marvel correu risco de cancelado por ser cristão


Chris Pratt interpreta Peter Quill, ou o Senhor das Estrelas, na série de filmes "Guardiões da Galáxia", da Marvel.


O ator é cristão e sempre que tem oportunidade faz questão de falar sobre sua fé em Jesus Cristo.


Recentemente, ele foi alvo de diversas mensagens no Twitter pedindo sua substituição, pelo fato de, segundo alguns dos usuários da plataforma, frequentar uma igreja com valores extremamente conservadores.


Não é a primeira vez que isso acontece com Pratt. Em 2019, ele chegou a ser acusado de homofobia por outro ator de Hollywood só pelo fato de ter divulgado o nome da instituição que congregava. Em resposta, Chris Pratt declarou: "Vou a uma igreja que abre suas portas absolutamente para todos”.


Recentemente, o diretor da franquia, James Gunn, saiu em defesa do ator: “Por causa de suas crenças inventadas e totalmente falsas sobre ele? Por algo que outra pessoa disse sobre ele que não é verdade? Chris Pratt nunca seria substituído como Senhor das Estrelas, mas, se ele fosse todos nós iríamos com ele”.


Em resposta a outro usuário do Twitter Gunn afirmou: “Conheço a igreja que ele frequenta atualmente. Você conhece? (A resposta é não, mas você ouviu de alguém que ouviu de alguém que ouviu de alguém que igreja ele frequenta, então decidiu, ‘sim, beleza, vou acreditar nessa coisa terrível que ouvi online sobre essa celebridade!’)”.


“Guardiões da Galáxia 3” chegará às telonas em 2023.



Redação

Últimas