Ator de "Blacklist" encara seu trabalho como ministério


Em entrevista ao Faithwire, o ator Harry Lennix, que deu vida ao agente do FBI Harold Cooper da série “Black List”, afirmou que encara o seu trabalho em Hollywood como um ministério.


"Minha maneira de fazer ministério agora é usar esse dom que Deus me deu, e deu a outros, para trabalharmos juntos para trazer louvor, glória e inspiração, alívio às pessoas que mais precisam. Sempre tento glorificar a Deus da maneira que puder", afirmou Harry, em entrevista.


Recentemente, ele atuou no filme cristão "Nothing is impossible", interpretando o treinador Russell Banks.


O filme, lançado no início de outubro pelo streaming Pure Flix, conta a história de superação do jogador da NBA Scott Beck, que depois de fracassar em sua carreira, ganha uma chance de reparar seus erros.


"Temos que olhar para esses personagens nesses filmes. Temos que seguir o exemplo do próprio Cristo, que veio em carne para ser nosso guia perfeito e nosso exemplo perfeito dos benefícios da humildade”, explicou o ator de 57 anos.


Harry descobriu seu dom para a atuação na juventude enquanto estava em seminário cristão. Logo em seu primeiro trabalho, ele entendeu que a carreira artística poderia ser uma excelente ferramenta para compartilhar sua fé.


“O teatro como o conhecemos surgiu de festivais religiosos na Grécia Antiga, em algum lugar por lá. Então, eu acho que separar o trabalho da missão de levar a Palavra é realmente o verdadeiro ato radical. Tentar reuni-los de alguma forma é realmente, eu acho, a coisa certa a se fazer", disse.


Harry Lennix já atuou em grandes produções de Hollywood, como "Batman vs Superman: Dawn of Justice", "Ray" e "The Matrix Reloaded".


Em 2018, estreou seu próprio musical cristão "Revival", no qual narrou o Evangelho de João.



Redação

Últimas