Mosaicos achados em Israel comprovam existência de Débora e Jael



Na antiga vila judaica de Huqoq, em Israel, foram encontrados mosaicos, de 1.600 anos, em uma sinagoga, que representam a juíza Débora e Jael. As duas heroínas são citadas no Livro de Juízes, do Antigo Testamento. A descoberta foi divulgada por pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, em Capel Hill, nos Estados Unidos, na primeira semana de julho.


Dividido em três faixas horizontais, o mosaico retrata um episódio do capítulo quatro do livro de Juízes, que destaca a vitória dos israelitas. Eles foram liderados pela juíza e profetiza Débora, como também pelo comandante militar Baraque, contra o exército cananeu do general Sísera. Segundo as Sagradas Escrituras, ele se refugiou na tenda de Jael, depois da batalha. A heroína bíblica mata Sísera. Enquanto o general dormia, ela enfia uma estaca de tenda nele, conforme relato bíblico.


No mosaico é possível ver Débora sob uma palmeira, olhando para Baraque, que carrega um escudo. Uma parte preservada mostra Sísera sentado. Já em outra, ele está deitado morto no chão, sangrando na cabeça conforme Jael o martela com a estaca.

Projeto de escavação


A professora líder do estudo, Jodi Magness, revela que é a primeira representação conhecida deste episódio bíblico. “Olhando para o livro de Josué capítulo 19, podemos ver como a história pode ter tido uma ressonância especial para a comunidade judaica em Huqoq, pois é descrita como ocorrendo na mesma região geográfica, a do território das tribos de Naftali e Zebulom”, detalha a especialista, em comunicado.


Fontes: Comunhão e UNC News

Something Isn’t Working…

Refresh the page to try again.Error: 0037002c00e6406e80720073008e00a2

Últimas