Museu do Ipiranga ficará aberto ao público


Fechado desde 2013 para restauro, o Museu Paulista, mais conhecido como Museu do Ipiranga, vai reabrir ao público na próxima quinta-feira (08) como parte das celebrações dos 200 anos da Independência do Brasil.


Para comemorar a reinauguração, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo e a prefeitura paulistana vão apresentar uma programação cultural especial, até o dia 11 de setembro.


As atrações incluíram música, dança, teatro, circo e um espetáculo com 200 drones.


O agendamento de ingressos para a reinauguração deve ser feito pelo site da instituição ou pela plataforma Sympla.


Para quem olha de fora, as diferenças são discretas. No entanto, uma completa reestruturação interna modernizou o edifício do século 19, tornando-o completamente acessível a um público diverso.


A nova entrada fica ao lado do espelho d’água e dá acesso a um piso inteiramente novo, que integra o museu ao jardim francês, totalmente revitalizado. O Piso Jardim abriga um auditório com capacidade para 200 pessoas, uma área para exposições temporárias e outra para acolhimento dos visitantes, rasgada por uma janela curva de 30 metros com vista para o Parque da Independência.


O projeto arquitetônico – que inclui escadas rolantes e elevadores – permite que um visitante com mobilidade reduzida ingresse no edifício pela área de acolhimento, passe por todos os andares e chegue até o mirante, no topo do prédio. O novo Museu do Ipiranga também é acessível a portadores de deficiência visual, auditiva ou cognitiva. As exposições de longa duração são repletas de objetos interativos – feitos de pedra, porcelana, madeira, resina, tecidos e outros materiais – e com recursos multissensoriais, como alto relevo e descrições em Libras e em Braille.


Para relembrar


Em 2010, o Renascer Praise fez uma apresentação histórica em frente ao Museu do Ipiranga. O grupo gravou seu 16º álbum.


Acompanhe, a seguir, uma das apresentações:



Com informações de FAPESP

Redação

Últimas