“Não posso apoiar o Lula, ele dilacerou o Brasil!”


A senadora Mara Gabrilli, do PSDB-SP, foi candidata a vice-presidente da República na chapa liderada pela senadora Simone Tebet, do MDB-MS, que ficou em terceiro lugar nas eleições.


Após a divulgações do resultados do primeiro turno, Tabet anunciou seu apoio ao ex-presidente Lula (PT). Mara, recusou-se a seguir o mesmo caminho.


Ela explicou que apoiar a candidatura petista seria uma grande contradição. “Não posso apoiar o Lula, ele dilacerou o Brasil”, afirmou ela, ao se referir aos escândalos de corrupção ligados ao ex-presidente e aos governos do PT.


Além disso, há um motivo pessoal. A senadora explicou que apoiar o Lula seria o mesmo que trair a memória de seu pai, o empresário Luiz Alberto Gabrilli, que, por anos, foi extorquido durante a gestão do então prefeito de Santo André e também coordenador da campanha de Lula à Presidência em 2002 Celso Daniel, do PT.


Redação

Últimas