Exame de sangue pode detectar câncer de mama


Cientistas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) estão trabalhando há mais de uma década na investigação de indicadores presentes no sangue que podem trazer novas respostas sobre o câncer de mama.


Um método desenvolvido pelas pesquisadoras da UFU, chamado biópsia líquida, permite a realização do diagnóstico de forma menos invasiva que em outros exames.


O principal objetivo da pesquisa é a identificação da doença ainda em fase inicial, quando as chances de cura são de 95%. Além disso, um dos métodos, que recebeu o nome de biópsia líquida, é menos invasivo que os outros exames.


Na tecnologia, o sangue é coletado e passa por uma centrífuga que separa as suas partes. Em um segundo momento, são observadas as partes sanguíneas em um equipamento chamado citômetro de fluxo, que permite identificar a presença ou a ausência de células tumorais malignas ou benignas.


Ao todo, 110 mulheres contribuíram com o desenvolvimento do estudo.



Redação

Últimas