A visão celestial transforma a história do homem


Neste sábado, 02/07, no Renascer Arena, em SP, aconteceu a Santa Ceia de Oficiais das Igrejas Renascer do mês de julho, marcando também o início do segundo semestre. “Vou ministrar sobre algo que me salvou, que se chama Visão Celestial” – disse o apóstolo Estevam antes de ler Atos 26.15-20, trecho que em que Paulo se encontra com o Rei Agripa e se defende das acusações que vinha sofrendo.


O apóstolo explicou o contexto histórico da passagem: após sua prisão, Paulo, por ter cidadania romana, exigiu ser julgado por um juiz romano. Ele, então, foi levado à presença do governador da Judeia, o rei Agripa, e lhe contou sobre sua experiência com Jesus no caminho de Damasco, que ele era uma nova criatura e que nele não havia dolo algum -- porque os judeus o estavam acusando de heresia por suas posições espirituais. Ao final, Paulo diz: ‘Rei Agripa, eu não fui desobediente à visão celestial’.


“Deus deu aos homens a capacidade de enxergarem o mundo espiritual, de ter acesso a uma visão de Deus. Muitos homens receberam uma visão celestial: Abrão ouviu o chamado, Jacó, teve contato com anjos. Homens que, partindo da visão, tiveram uma nova caminhada com Deus. Quero compartilhar com vocês a importância de termos uma visão celestial.


Nos dias mais difíceis da minha vida, nos dias em que tive a necessidade de ouvir a voz de Deus -- porque não conseguia ouvir a voz de homens -- no dia em que precisava enxergar no mundo espiritual tudo aquilo que era o meu chamado, minha eleição, minha escolha, Deus me deu o privilégio de ter visões profundas. Muitas dessas visões nunca contei, mas foram visões que me sustentaram e que me mostraram Deus na minha vida e tiraram qualquer tipo de questionamento e conflito interior”, revelou o apóstolo.


E continuou:


É muito triste quando alguém vive uma vida espiritual medíocre. É muito triste quando alguém é apenas um cristão nominal. Jesus não veio inaugurar uma religião, mas instituir a Igreja e restabelecer a proximidade com Deus que o homem havia perdido. Por isso Ele é chamado de segundo Adão. Não o Adão carnal, mas o espiritual.


Satanás trabalha para roubar a visão


O diabo, sabedor daquilo que o Senhor tem para os seus servos, trabalha arduamente para roubar a visão. Trabalha dia e noite para que tenhamos apenas uma visão materialista, para enxergarmos Deus apenas quando está tudo bem, quando temos um trabalho, um bom saldo bancário, quando temos uma casa, para que nós tenhamos nossa vida resumida às coisas desta terra. Mas nós temos que pensar nas coisas que são do alto.


Jesus disse, em João 17, que nós estamos no mundo, mas não somos do mundo. Isso é exatamente a dimensão de quem consegue enxergar os planos de Deus. E nós precisamos nos entregar aos planos de Deus de maneira tal que nos desassociemos das coisas materiais.


Jesus disse, em Mateus 6.33,que devemos buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a Sua justiça e todas as coisas nos serão acrescentadas. Essa é a dimensão de relacionamento que devemos ter. Isso é o que Deus espera de cada um de nós. Porém, Satanás quer que sejamos cegos espiritualmente quanto ao futuro, quanto ao nosso chamado e propósito. Quem não enxerga o mundo espiritual morre espiritualmente.


Estava meditando nessa Palavra e fazendo uma relação na minha mente de muitos homens que conheci, pessoas que vi sucumbirem na fé, pessoas que andaram próximas a mim, mas que nunca conseguiram enxergar Deus. De repente, ou traíram, ou abandonaram ou vieram com uma conversa sem sentido, saíram da presença de Deus e foram andar em seus caminhos.


E meditando nisso, pedi para Deus: ‘Senhor, me mostre como Satanás age para roubar a visão de alguém’.


A Bíblia relata muitos exemplos destes homens. Acompanhe, a seguir, alguns:

Sansão (Jz 16.2)


O Senhor me mostrou Sansão. Ele nasceu como nazireu, ungido e separado por Deus, mas se prostituiu, entregou-se à prostituta chamada Dalila, e os filisteus o dominaram. Sansão começa a ser açoitado, e a primeira coisa que Satanás faz é mandar furar seus olhos. É algo fora do contexto. Eles não tinham necessidade de fazer com que Sansão ficasse cego. Eles podiam apenas açoitá-lo. Mas quando Satanás os induz a furarem os seus olhos, estava demonstrando fisicamente o que havia acontecido espiritualmente. Ele havia perdido a perspectiva da visão celestial. Ele perdeu o seu ministério, o seu chamado, sua honra e morreu no templo de Dagom.


Satanás tem trabalhado para cegar as pessoas, e para isso ele usa o processo da sedução e da contaminação. Tenho vários exemplos. Tem pessoas que só tem profecia para gente rica e famosa. Satanás quer trazer confusão. Quem enxerga espiritualmente, ouve a voz do Espírito Santo de Deus. O véu foi rasgado de cima a baixo. Você tem acesso à presença de Deus e não precisa de intermediários. Você não pode ficar cego quanto à sua constituição, chamado e em relação à obra que Deus tem na sua vida. Não pode ficar cego porque te perseguiram, porque falaram mal de você, porque perdeu emprego ou porque está triste. Você tem que enxergar espiritualmente aquilo que Deus tem.


Se Sansão tivesse enxergado os planos de Deus, ele não teria caído nas mãos de Dalila.


Quero declarar que Satanás não vai colocar cegueira espiritual na sua vida, não vai roubar o plano de Deus! Satanás não vai te fazer ser exposto como Sansão, porque o Senhor já te deu uma visão espiritual.


Paulo disse: ‘Rei Agripa, fizeram de tudo comigo. Fui julgado injustamente, cuspiram em mim, me prenderam, me açoitaram, mas eu fui fiel à visão celestial’.


Em nome de Jesus, que o Espírito Santo te encha de autoridade contra as situações adversas! Que o Espírito Santo preserve sua vida e que você possa dizer como Paulo que foi fiel à visão. E sua visão é apostólica, é a visão de um ungido, de um homem e de uma mulher de Deus. É a visão daquele que Deus tirou das trevas, quando você não enxergava nada, e te colocou na luz. E agora você vai enxergar o caminho e o livramento de Deus. Sua constituição não será roubada, em nome de Jesus!


Zedequias (Jr 39.6-8)


Zedequias era rei quando Nabucodonosor invadiu Jerusalém. Esse rei mandou prender o profeta Jeremias, desprezou a Palavra de Deus e fez muitas escolhas espirituais erradas. O Senhor, então, colocou uma palavra muito séria sobre ele, que está em Ezequiel 12.13: “Também estenderei a minha rede sobre ele, e será apanhado nas minhas malhas. Eu o levarei à Babilônia, à terra dos caldeus, mas ele não a verá, ainda que venha a morrer ali”.


Nabucodonosor mandou matar os filhos do rei Zedequias na frente dele, ordenou que furassem os seus olhos e o amarrou com correntes de bronze (Jr 39.6-8). Ele é levado para a Babilônica cego, morreu lá e nunca viu aquela terra.


Deus não permite que você brinque com as coisas espirituais. Deus tem zelo pelos Seus ungidos e pela Sua obra. Deus tem cuidado em fazer de Sua Igreja conforme Efésios 5, sem mancha, sem mácula. E quando somos induzidos a ferir a obra de Deus, caímos em um laço demoníaco. Quando desrespeitamos os ungidos, quando desprezamos as coisas espirituais, quando a nossa casa é um ambiente mundano, quando nossos filhos fazem o que querem e acolhemos malignidades, estamos chamando o juízo de Deus. Quando isso acontece, é porque Satanás já roubou a visão celestial, a visão de santidade.


Não podemos fazer concessões para o diabo. Brinque com as coisas espirituais e você verá as consequências. Seu falar seja sim, sim, não, não, pois o que passar disso é de procedência maligna. Hoje, se vive o Evangelho da permissividade. Não se sabe mais quem é luz e quem é trevas. Se você não for fiel à visão celestial, você vai se desviando, e quem pega desvio está fora do caminho.


Estou trazendo um alerta de Deus para você: não deixe Satanás roubar os seus filhos! Não deixe Satanás destruir a sua herança! Ensina a criança no caminho que deve andar, e a criar anticorpos contra o mundo. Satanás quer roubar as próximas gerações, e para isso basta que nós renunciemos aos nossos valores e nos assemelhemos ao mundo.


Zedequias foi para a Babilônia, perdeu a visão e lá morreu em desonra. Foi a manifestação física do que ele era espiritualmente. Ele teve oportunidade de se arrepender, foi alertado pelo profeta, mas o desprezou e teve esse final terrível.


Abra seus olhos espirituais, enxergue os dias que estamos vivendo, enxergue que o mundo jaz no maligno! E em nome do Senhor, que você valorize o que é espiritual! Você não pode, de maneira nenhuma, enxergar como o ímpio enxerga. Deus quer retirar a visão religiosa.


Ore assim: Senhor, me ensina a ouvir a tua voz, me ensina a enxergar espiritualmente. Abre a minha visão!


A vontade de Deus é tirar as escamas dos nossos olhos


E você vai começar a ter visões porque existe uma Palavra. Joel 2.28 diz que nos últimos dias, teríamos visões. Deus vai te dar visões quanto à sua vida espiritual, quanto àquilo que o inimigo pode fazer, sobre a tua caminhada. E essa abertura de visão vai te colocar em dimensões superiores.


O apóstolo Paulo, pelo poder da oração de Ananias, teve as escamas retiradas de seus olhos (At 9.8). Isso é tão tremendo: Saulo enxergava a religiosidade, o rigor do legalismo e respirava ameaças de mortes. Era completamente cego para o mundo espiritual. Quando as escamas caem dos seus olhos, ele deixa de enxergar como Saulo e passa a enxergar como Paulo. E nesse momento nasce o mais poderoso apóstolo da Bíblia.


Diga: Eu não quero enxergar como meu velho homem. Eu não quero enxergar como Saulo, mas como Paulo.


A igreja que enxerga como Paulo, enxerga apostolicamente e é cheia do Espírito Santo.


E o Senhor me deu uma revelação profunda. Paulo foi gerado por um Apóstolo. Em Atos 7, Estevão estava sendo apedrejado, e Saulo estava assistindo, mas naquele momento acontece algo poderoso: os céus se abrem e Estevão enxerga Jesus Cristo assentado à direita do Pai. Ele começa a glorificar a Deus, porque estava tendo uma visão celestial, e isso impregnou seu corpo de poder. Sua capa foi jogada aos pés do Saulo, e assim nasce um apóstolo que vai mudar o mundo através de uma visão celestial.


Somos herdeiros dessa visão. A visão nasceu do sofrimento e da dor, do apedrejamento, mas ele viu os céus abertos.


Isaías e Moisés


Deus me mostrou Isaías. Ele era dependente do rei Uzias, sentia-se um ninguém, mas o Senhor o visitou e ele viu a glória de Deus (Is 6.5-7). A exemplo de Estevão, Isaías viu Jesus. O querubim pegou a brasa do altar e tocou sua boca, e assim nasceu o maior profeta messiânico de todos os tempos.


Moisés estava indeciso. Não sabia se continuava ou não a jornada no deserto com um povo rebelde e incrédulo. Ele disse que só continuaria se Deus fosse com ele. Deus o levou ao monte e disse: ‘Você só não vai ver a minha face, mas vai ver a minha glória’. Ele tem um impacto que o libera para uma jornada.


Em nome de Jesus, debaixo dessa visão gloriosa, quero liberar sua vida. Tudo o que estava retido, tudo o que te prendia e era contrário em relação ao plano de Deus, o Senhor vai liberar através da visão celestial. Você não é pequeno, você não é criança, você não é Saulo.


João (Ap 1.10-20)


Uma visão celestial transforma a história de uma pessoa. A visão celestial que nos tirou das trevas vai transformar a nossa vida, e vamos andar de glória em glória. A Igreja está envolvida por uma visão de glória. Materialmente, ela se move através dos homens, mas espiritualmente está envolvida por um ambiente de glória do Senhor.


Quando João estava na ilha de Patmos, Deus revela a ele todo o Apocalipse e toda a linha escatológica que já tinha mostrado a Daniel e outros profetas. Deus lhe mostra a glória em que a Igreja está envolvida. A esfera da Igreja é além da dimensão que entendemos. E nós fazemos parte desta dimensão de glória.


Esta palavra é para cortar toda a malignidade da sua vida. Essa glória que ofusca Satanás é derramada sobre nossas vidas. É a voz do Leão da Tribo de Judá. É a voz de Jesus Cristo. A voz poderosa que ecoa, e a visão celestial nos faz penetrar na glória de Deus.

Um grande plano de Deus


A visão celestial abre os céus para um grande plano de Deus. Ninguém é uma obra do acaso ou coincidência. Cada um de nós é um plano poderoso de Deus aqui na terra, e quando temos a visão, os céus se abrem.


Quando Estevão viu os céus abertos, ali estava a condição espiritual que a igreja vive nesses dias. Muitas vezes, nos alimentamos de migalhas, somos assolados por pensamentos de acusação e esquecemos que o preço já foi pago. Não é por merecimento, mas pelo infinito amor do Senhor em nossas vidas. Ninguém poderia imaginar, mas quando Estevão viu os céus abertos, ali começava uma revolução, porque Paulo teria as visões mais profundas e poderosas, revelações que ninguém teve. E deixou um legado, um tesouro espiritual.


E porque os céus se abriram, eu sei que sou herdeiro e coerdeiro com Jesus Cristo de todas as bênçãos espirituais, e sei que estou assentado com Ele acima de principados e potestades, que todas as obras de Satanás são destruídas pela autoridade da igreja, e sei que Ele suprirá todas as minhas necessidades em glória.


As escamas espirituais do Brasil vão cair, as escamas dos olhos da sua família vão cair, quem tem a visão celestial enxerga no meio da loucura e sempre terá bom futuro.


Alguém se lembra da profecia de Isaías quando ele disse que nenhum dos ossos de Jesus seriam quebrados? Satanás queria furar os olhos de Jesus, mas ele só conseguiu furar a pleura do seu pulmão e de lá saiu água. Mas a visão foi preservada porque é a visão da Igreja de Jesus Cristo, porque Jesus jamais perdeu a visão.


Se você começar a enxergar no espírito, vai mudar a sua realidade. Mas se permanecer enxergando na carne, a realidade vai te engolir.


Ore: Senhor, tira as escamas dos meus olhos e que eu possa enxergar o futuro que tenho em Ti, em nome de Jesus!


Redação

Últimas