Soldados de Israel restauram túmulo de José do Egito


Na manhã desta quarta-feira (13), houve uma ação conjunta por parte do Conselho Regional de Samaria e da Brigada Regional de Samaria, para a restauração do Túmulo de José, que foi incendiado e vandalizado por palestinos radicais no início deste mês.


Yossi Dagan, chefe do Conselho Regional de Samaria, liderou a obra, junto com o gerente da Diretoria de Kever Yosef, Netanil Snir, e a construtora Har Kabir.


Para Dagan foi um dia histórico. "Pouco antes do Dia da Independência, estamos aqui restaurando a honra nacional do povo de Israel e a honra de José, que foi profanada", afirmou ele.


Quando as forças israelenses começaram a se mobilizar, o coronel Zweig fez um discurso emocionante aos soldados e relembrou as Bênçãos de Abraão.


"Neste lugar, a terra foi prometida a Abraão, como está escrito: '’À tua descendência darei esta terra.' [Gn 12:7]. E hoje agimos 'desafiadoramente' como nossos antepassados ​​fizeram quando deixaram o Egito na Páscoa, que celebraremos em três dias. Temos o privilégio de restaurar a honra da terra e do povo de Israel”, declarou.


A Tumba de José tem sido um local de tensão e violência por mais de duas décadas. Neste recente ato de vandalismo, além da lápide, outros objetos importantes do local foram danificados.


Durante os ataques, um palestino foi morto e outros 17 ficaram feridos, devido a inter em um tiroteio com tropas da IDF. As forças israelenses também efetuaram prisões enquanto supervisionavam o trabalho de restauração, segundo informou o Ministério da Saúde da Autoridade Palestina.



Informações: JPOST

Últimas