top of page

"Sou mãe e pai agora!", conta refém libertada


Já se passaram mais de 50 dias desde que homens do Hamas libertaram Sharon Aloni Cunio e suas filhas gêmeas de três anos, mas ela continua assombrada pelo tempo que passou como refém – a maior parte do qual ela diz ter passado em um hospital de Gaza – e anseia por rever seu marido, que permanece no território palestino.

 

“Sou mãe e pai agora”, disse ela ao âncora Anderson Cooper, da CNN. Porém, quando suas filhas estão fora de vista, ela assiste a vídeos e ouve mensagens de voz de seu marido, David Cunio, “para se sentir conectada a ele – mas estou bastante deprimida”.

 

A família de Aloni Cunio estava entre as mais de 250 pessoas sequestradas em 7 de outubro e levadas para Gaza durante os ataques do Hamas a Israel, que mataram mais de 1.200 pessoas.

 

Ela disse a Cooper que, embora a sua família tenha sido separada no caos dos ataques, os quatro foram reunidos no cativeiro quando o Hamas os escondeu ao lado de dezenas de outros reféns detidos no hospital Nasser, no sul de Gaza, em Khan Younis.

 

Via: CNN

Comments


Últimas

bottom of page