top of page

Cão pintor ajuda abrigo e consegue uma família

Jaclyn Gartner estava vendo fotos de filhotes de abrigo quando um deles chamou sua atenção: um cachorro chamado Van Gogh, que tinha apenas a orelha direita – a esquerda havia sido arrancada no cruel mundo das brigas de cães, onde ele foi encontrado cheio de cortes e arranhões, e encolhido dentro de um cano.

“Ele teve uma vida absolutamente horrível e, no entanto, parecia feliz e me disseram que ele se dava bem com pessoas”, disse Gartner, fundadora do Happily Furever After Rescue, em entrevista ao The Washington Post. A instituição fica em Connecticut, nos EUA, e acolhe animais de estimação em risco de ser colocados em abrigos. “A orelha dele teve que ser removida cirurgicamente, mas Van Gogh foi resiliente, mesmo depois de tudo o que passou”.


O nome é inspirado no célebre pintor holandês Van Gogh, autor de quadros como “Girassóis”, que cortou a própria orelha.


Gartner teve de resgatá-lo. Mobilizou uma ONG para que levasse Van Gogh até Connecticut, divulgou nas redes sociais que um cão amigável de uma orelha só precisava de um lar, mas ninguém queria aquele bichinho, mistura de pitbull e boxer, de 7 anos de idade.


Depois de alguns meses com ele, Gartner teve uma ideia para torná-lo mais adotável. “Eu tinha visto vídeos do TikTok de outros cães criando pinturas. Então, por que não Van Gogh?”, afirmou ela. Gartner, então, deixou cair pequenas gotas de tinta brilhante em uma tela de 8 por 10 polegadas, selou-a em filme plástico e revestiu o topo com uma fina camada de manteiga de amendoim.


Desde que chegou à associação, Van Gogh “pintou” 30 obras, que foram expostas e colocadas à venda por cerca de U$ 40 cada em um evento organizado pela Happily Furever After Rescue, onde os visitantes puderam conhecer o “artista”.


No entanto, só duas pessoas apareceram à exposição, o que deixou Gartner frustrada.


Arrasada, ela desabafou nas redes sociais sobre o fracasso daquela primeira exposição. “Publiquei um post no Facebook dizendo que me sentia mal de só duas pessoas terem aparecido, e comentei que os outros trabalhos ainda estavam disponíveis”, contou.


De repente, todo mundo queria. “As pinturas se esgotaram em 2 minutos”, disse Gartner, que arrecadou cerca de US$ 1000 para sua instituição de resgate de animais. Van Gogh seguiu pintando. E mais importante, Gartner conta: Van Gogh foi adotado recentemente por um de seus voluntários.


*Hypeness

Últimas

bottom of page