top of page

Aos 77 anos, criador do KFC aceita Jesus: Me sentia vazio!



Coronel Sanders, o criador da rede de fast food Kentucky Fried Chicken (KFC) aceitou Jesus aos 77 anos, após se sentir vazio, mesmo sendo um empresário bem-sucedido.


Sanders, até os 40 anos, viveu uma vida simples: trabalhou como vendedor de seguros, de pneus e de lâmpadas, pilotou barcos de turismo e fez até partos. Até que, em 1930, resolveu comprar uma loja num posto de gasolina na beira da estrada, o que mudaria pra sempre o seu caminho.


Foi ali que ele descobriu o prazer de servir aos viajantes uma comida gostosa e reconfortante: ele preparava, com todo o carinho, o mesmo frango frito que comia na sua infância. Por 10 anos, foi aperfeiçoando a receita até que em 1940 ele chegou ao que considerou a perfeição. O frango fazia tanto sucesso que trazia cada vez mais pessoas ao restaurante do posto de gasolina. Para expandir seus negócios, patenteou o nome Kentucky Fried Chicken e saiu pelo país buscando franqueados. Em 1952, conseguiu o primeiro, em Salt Lake City.


Em 1957, veio a ideia de servir o frango em balde, embalagem que viraria ícone da marca. E o sucesso foi tanto que, em 1964, ele recebeu uma oferta irrecusável. Já com 74 anos, ele vendeu o KFC, mas continuou presente como embaixador da marca e se tornou conhecido como o criador da receita de um frango inigualável. São mais de 5 mil lojas, em 120 países, com 14 milhões de clientes por dia.


Sanders dedicou parte de sua vida a diversas causas sociais. Mas, à medida que envelhecia, ele entendeu que suas boas obras não salvariam sua alma e que a riqueza não preenchia seu vazio. Sanders sentia que faltava algo em sua vida.


“Eu não consegui alcançar Deus em minha pecaminosidade. Eu costumava praguejar terrivelmente, desde a infância. Quando entrei na ferrovia, adquiri o hábito. E eu quis deixar [o hábito] durante anos e anos, mas não consegui nem para salvar a minha vida”, revelou ele.


E acrescentou: “Eu sabia que minha alma iria para o inferno. Meu dízimo, ir à igreja e viver bem com meus semelhantes e tudo mais, isso não vai te levar para o Céu”.


Após ter um encontro pessoal com Jesus aos 77 anos, Sanders se converteu. “Você precisa ter Deus em seu coração e também precisa entrar no coração dele. Tive a sorte de ser salvo aos 77 anos”, testemunhou.



Redação

Comments


Últimas

bottom of page