top of page

Apóstolo fala sobre o avivamento procurado por Josafá


Neste sábado (03), durante a Ceia de Oficiais de junho, realizada na Renascer Arena, o Apóstolo Estevam Hernandes falou sobre o avivamento procurado por Josafá.


Acompanhe, a seguir, o resumo:


2 Crônicas 17.3 a 13: O Senhor esteve com Josafá, porque ele andou nos primeiros caminhos de Davi, seu pai, e não buscou os baalins. Pelo contrário, buscou o Deus de seu pai e andou nos seus mandamentos, e não segundo as obras de Israel. O Senhor confirmou o reino nas suas mãos, e todo o Judá deu presentes a Josafá, de modo que ele teve riquezas e glória em abundância. O coração dele se tornou ousado em seguir os caminhos do Senhor , e ainda tirou os lugares altos e os postes da deusa Aserá que havia em Judá. No terceiro ano do seu reinado, Josafá enviou os seus oficiais Ben-Hail, Obadias, Zacarias, Natanael e Micaías, para ensinarem nas cidades de Judá.


Com eles enviou os levitas Semaías, Netanias, Zebadias, Asael, Semiramote, Jônatas, Adonias, Tobias e Tobe-Adonias. E, com estes levitas, enviou os sacerdotes Elisama e Jeorão. Eles ensinaram em Judá, tendo consigo o Livro da Lei do Senhor; percorriam todas as cidades de Judá e ensinavam o povo. O terror do Senhor veio sobre todos os reinos das terras que estavam ao redor de Judá, de maneira que não fizeram guerra contra Josafá. Alguns dos filisteus trouxeram presentes a Josafá e prata como tributo. Também os árabes lhe trouxeram sete mil e setecentos carneiros e sete mil e setecentos bodes. Josafá se tornou cada vez mais poderoso, e construiu fortalezas e cidades-armazéns em Judá. Empreendeu muitas obras nas cidades de Judá e tinha, em Jerusalém, gente de guerra e homens valentes.


Josafá entendeu que seu pai, Asa, havia abandonado seu relacionamento com Deus e, consequentemente, levou o povo de Israel a um caminho de permissividade e morte espiritual.


Não podemos ser permissivos! Espiritualmente falando, não há como estar com um pé cada barco! Não existe meio-termo!


Josafá, então, encontra na relação que Davi tinha com Deus um grande referencial e buscou segui-lo. Ele instaurou uma grande limpeza espiritual, restaurou o templo e garantiu que o povo aprendesse os princípios da Palavra.


O que podemos concluir? Que há um grande poder na paternidade espiritual!


Josafá abriu mão da paternidade espiritual de Asa para se conectar à paternidade espiritual Davi e, assim, torna-se seu herdeiro.

Josafá tinha consciência de que quando há esfriamento espiritual:


1- A RELIGIOSIDADE ASSUME O MOVER DO ESPÍRITO SANTO


Isaías 30.1: “Ai dos filhos rebeldes”, diz o Senhor, “que executam planos que não procedem de mim e fazem aliança sem consultar o meu Espírito, para acrescentarem pecado sobre pecado!


Quando impedimos a ação do Espírito Santo, abrimos espaços para o mal. Isso se chama espírito de engano.


Para não sucumbirmos, precisamos de maturidade e profundidade espiritual.


2- A APOSTASIA ROUBA O PRIMEIRO AMOR


Apocalipse 2. 4 e 5: Tenho, porém, contra você o seguinte: você abandonou o seu primeiro amor. Lembre-se, pois, de onde você caiu. Arrependa-se e volte à prática das primeiras obras. Se você não se arrepender, virei até você e tirarei o seu candelabro do lugar dele.


A Igreja não pode ter somente obras, precisa ter também o mover do Espírito Santo, que traz salvação e transformação.


3) A APOSTASIA LEVA À FALTA DE POSICIONAMENTO


Apocalipse 3.15 a 18: Conheço as obras que você realiza, que você não é nem frio nem quente. Quem dera você fosse frio ou quente! Assim, porque você é morno, e não é nem quente nem frio, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca. Você diz: ‘Sou rico, estou bem de vida e não preciso de nada.’ Mas você não sabe que é infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu. Aconselho que você compre de mim ouro refinado pelo fogo, para que você seja, de fato, rico. Compre vestes brancas para se vestir, a fim de que a vergonha de sua nudez não fique evidente, e colírio para ungir os olhos, a fim de que você possa ver.

Não podemos:


- Perder o primeiro amor!


- Deixar de nos envolver com o Espírito Santo, tornando-nos apenas cristãos comuns.


Jesus avia nos alertado de que o amor de muitos esfriaria.


Precisam tomar cuidado para os nossos olhos não estarem abertos àquilo que a rebeldia quer nos mostrar.


Lucas 18.8: Digo a vocês que, depressa, lhes fará justiça. Contudo, quando o Filho do Homem vier, será que ainda encontrará fé sobre a terra?


O grande desafio da Igreja hoje é manter a chama do avivamento acesa!


Este revestimento é o poder do Espírito Santo prometido em:


Joel 2.28: E acontecerá, depois disso, que derramarei o meu Espírito sobre toda a humanidade. Os filhos e as filhas de vocês profetizarão, os seus velhos sonharão, e os seus jovens terão visões.


Jesus, ao sair da terra, inaugura o ministério do Espírito Santo em Atos 2.

Para estes tempos tão difíceis:


1- PRECISAMOS DO PODER DO ESPÍRITO SANTO PRESENTE NO MOVER APOSTÓLICO


Atos 5.12 a 16: Muitos sinais e prodígios eram feitos entre o povo pelas mãos dos apóstolos. E todos costumavam se reunir, de comum acordo, no Pórtico de Salomão. Mas, dos restantes, ninguém ousava juntar-se a eles; porém o povo tinha grande admiração por eles. E aumentava sempre mais o número de crentes no Senhor, uma multidão de homens e mulheres, a ponto de levarem os enfermos até pelas ruas e os colocarem sobre leitos e macas, para que, ao passar Pedro, ao menos a sua sombra se projetasse sobre alguns deles. Vinha também muita gente das cidades vizinhas de Jerusalém, levando doentes e atormentados por espíritos imundos, e todos eram curados.


Não é compreensível que não vivamos o mesmo mover dos dias apostólicos. Esse poder está disponível.


Precisamos abrir nossos olhos espirituais e nos entregar ao batismo com línguas de fogo e poder!


São experiências profundas da capacitação do Espírito Santo.


2- UMA LIBERAÇÃO QUE NOS LEVE A MOVER O MUNDO ESPIRITUAL ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO


Atos 8.6 a 8: As multidões, unânimes, davam atenção às coisas que Filipe dizia, ouvindo-as e vendo os sinais que ele fazia. Pois os espíritos imundos, gritando em alta voz, saíam de muitos que estavam possuídos por eles; e muitos paralíticos e coxos foram curados. E houve grande alegria naquela cidade.


Existe uma ação no mundo espiritual, porque o Espírito Santo é nosso intercessor!


Romanos 8.26 e 27: Da mesma maneira, também o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza. Porque não sabemos orar como convém, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus.


Jesus nos deixou esse poder através do Espírito Santo:

João 14.16 a 18: E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Consolador, a fim de que esteja com vocês para sempre: é o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece. Vocês o conhecem, porque ele habita com vocês e estará em vocês. — Não deixarei que fiquem órfãos; voltarei para junto de vocês.

3- UM DERRAMAR QUE NOS CREDENCIA A VIVER O MINISTÉRIO DE CRISTO


2 Coríntios 12.12: Pois as minhas credenciais de apóstolo foram apresentadas no meio de vocês, com toda a paciência, por sinais, prodígios e maravilhas.


Quando estamos vivendo o avivamento pleno, temos as características de Cristo em nós e podemos viver na dimensão do Seu ministério:


- Como Estevão:


Atos 6.8: Estêvão, cheio de graça e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.


Apóstolos 7.55: Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à direita de Deus.


- Como Pedro:


Atos 9.40: Mas Pedro mandou que todos saíssem, ajoelhou-se e orou; depois, voltando-se para o corpo, disse: — Tabita, levante-se! Ela abriu os olhos e, vendo Pedro, sentou-se.


- Como Paulo:


2 Coríntios 12.12: Pois as minhas credenciais de apóstolo foram apresentadas no meio de vocês, com toda a paciência, por sinais, prodígios e maravilhas.


Que sejamos invadidos pelo poder do Espírito Santo e vivamos esse avivamento.


Redação

Fotos: @juan.fernandezf e @filmsbylion

Últimas