Pastora Camila Barros ministra na Conferência +QV


O encerramento da primeiro dia da Conferência Internacional +QV, que reuniu uma multidão na Renascer Arena, foi marcado por participações especiais, começando com uma apresentação emocionante da Cia. Jeová Nissi.




Na sequência, a Pastora Camila Barros subiu ao altar para trazer uma mensagem impactante às participantes do evento.


Antes de começar a ministração, ela agradeceu o convite das fundadoras do projeto +QV e lembrou os momentos em que Deus usou a Bispa Sonia Hernandes para direcioná-la em sua jornada. “Eu já estive em lugares onde Deus usou a sua voz para me tirar de lá com a mão!”, lembra ela.


A missionária também contou um pouco do seu testemunho e afirmou: “Quem não tem nada faz de Deus o seu tudo. E, quando fazemos de Deus o nosso tudo, não há nada que Ele não possa fazer por nós!” e continuou: “Deus não trabalha para quem precisa, mas para quem espera, ou seja, para quem tem fé. Deus não corresponde vontades, mas pedidos! Por isso, precisamos orar. Nós temos férias, nós descansamos, mas o Senhor nos guarda de dia e de noite! Ele sempre trabalha por nós! Quando Jesus subiu aos céus, além de deixar o Espírito Santo, Ele continuou trabalhando com o Pai.”


Na sequência, ela leu o texto bíblico de Êxodo 1.15 a 22, que diz: “O rei do Egito deu uma ordem às parteiras hebreias, das quais uma se chamava Sifrá e a outra se chamava Puá. Ele disse: — Quando vocês servirem de parteira às mulheres hebreias, verifiquem se é menino ou menina; se for menino, matem; se for menina, deixem viver. As parteiras, porém, temeram a Deus e não fizeram o que o rei do Egito lhes havia ordenado; pelo contrário, deixaram viver os meninos. Então o rei do Egito chamou as parteiras e lhes perguntou: — Por que vocês fizeram isso e deixaram viver os meninos? As parteiras responderam a Faraó: — É que as mulheres hebreias não são como as egípcias; são vigorosas e dão à luz antes que a parteira chegue. E Deus foi bom para as parteiras; e o povo aumentou e se tornou muito forte. E, porque as parteiras temeram a Deus, ele lhes constituiu família. Então Faraó deu ordem a todo o seu povo, dizendo: — Joguem no rio Nilo todos os meninos hebreus que nascerem; quanto às meninas, deixem viver.”

Acompanhe, a seguir, os principais trechos da Palavra:


Nós somos parteiras! Isso mesmo, parteiras!


E o que as parteiras fazem? Ajudam as mães a darem à luz. Nos tempos bíblicos, este serviço era fundamental.


A passagem de Êxodo nos mostra que, ao ver como o povo hebreu crescia em quantidade e força, o Faraó decidiu tomar uma atitude drástica: matar os bebês hebreus do sexo masculino, no seu momento de maior vulnerabilidade. Mas, para manter sua boa imagem e sua alma limpa, quis sujar de sangue as mãos e as almas das parteiras.


Ele queria espalhar a notícia de que as crianças já haviam nascido mortas. Infelizmente, existem pessoas que se fortalecem explorando a fraqueza dos outros.


Aquelas parteiras não tinham a linhagem que Faraó tinha, a projeção que ele tinha, as riquezas que ele tinha, mas eram de confiança, sabiam dar valor à vida e tinham temor a Deus! É essa mulher que Deus quer que você seja!


Deus te deu poder para gerar vida e luz, através de suas palavras e atitudes!


Satanás, por outro lado, quer nos usar para colocar em prática seu plano destruidor, mas não vamos permitir.


Declare com toda sua força: “COMIGO, NÃO!”


Entende uma coisa: isso não é sobre você, mas sobre tudo o que passa por você! Por isso, não negocie a confiança que Deus te deu... Não negocie seus valores... Não negocie sua unção... Tenha temor a Deus, pois é Ele quem definirá o seu destino!

Mateus 10.28: “Não temam os que matam o corpo, mas não podem matar a alma; pelo contrário, temam aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.”


A sua vida vale muito mais do que este trabalho. Por isso, não se corrompa mais! Sua vida não está no controle do seu chefe, mas do Jeová Jireh, o Deus Supridor.


Guarde isso: O QUE O MUNDO DÁ, O MUNDO TIRA, MAS O QUE DEUS DÁ NINGUÉM PODE TIRAR!


Guarde isso também: NÃO SOMOS IMPORTANTES PELA POSIÇÃO QUE OCUPAMOS, MAS PELO QUE FAZEMOS!


A Bíblia nos conta que Maria servia Isabel. E, pensando bem, isso faz sentido. As duas estavam grávidas, mas Isabel era mais velha e estava grávida há mais tempo.


Mas quem estava carregando no seu ventre o Filho de Deus? Maria! Então, não seria óbvio os papéis serem invertidos, ou seja, Maria ser servida por Isabel?


Mas Maria colocou em prática um princípio espiritual, que, inclusive, na vida adulta, Jesus ensinou para os discípulos d’Ele: o maior serve o menor!


Lucas 22.26: “Mas vocês não são assim; pelo contrário, o maior entre vocês seja como o menor; e aquele que dirige seja como o que serve.”


O trabalho das parteiras eram tão importante, que Deus compara o Seu cuidado com o povo d’Ele com o cuidado que elas tinha com as mães e seus bebês.


Ezequiel 16.3 a 10: “Quanto ao seu nascimento, no dia em que você nasceu, não lhe cortaram o cordão umbilical, nem a lavaram com água para que ficasse limpa, nem a esfregaram com sal, nem a enrolaram em panos. Ninguém olhou para você com piedade, para lhe fazer qualquer dessas coisas, compadecendo-se de você. Pelo contrário, no dia em que nasceu, você foi jogada em campo aberto, porque tiveram nojo de você. — Quando passei por perto e vi que você se revolvia no seu sangue, eu lhe disse: Ainda que você esteja coberta de sangue, fique viva! Sim, ainda que você esteja coberta de sangue, fique viva! Eu a fiz crescer como uma planta do campo. Você cresceu, se desenvolveu e ficou muito bonita. Os seus seios tomaram forma, os cabelos cresceram, mas você estava completamente nua. — Quando passei de novo por perto e olhei para você, eis que você tinha chegado à idade do amor. Estendi sobre você as abas do meu manto e cobri a sua nudez. Fiz um juramento e entrei em aliança com você, diz o Senhor Deus; e você passou a ser minha. — Então eu a lavei com água, limpei o sangue que a cobria e a ungi com óleo. Também te vesti de roupas bordadas, e te calcei com couro da melhor qualidade, e te cingi de linho fino, e te cobri de seda.”

E o que as parteiras faziam?


1- Cortavam o cordão umbilical;


Quando nascemos em Cristo, o nosso cordão umbilical, ou seja, todo nosso vínculo de dependência humana é quebrado, e é isso que nós, as parteiras de Deus, devemos fazer: cortar o cordão umbilical. Como? Ensinando as pessoas a orar, a ler a Bíblia e a jejuar, em vez de fazer isso por elas.


Se você é parteira, nunca estabeleça relacionamento de apoio se você não tiver para a sua manutenção um “instrumento de corte”.


E qual é o nosso “instrumento de corte”? A Espada, que é a Palavra!


Efésios 6.17: “Usem também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.”


Então, já sabe: “Nasceu, corta!”


2- Usavam a bacia com água para dar um banho na criança após o parto;


A criança está suja por que ela quer? Não, mas por causa de onde ela veio. Existem muitas pessoas que estão sujas, não porque querem, mas por causa de onde saíram.


Tem muita gente que tem bacia na igreja, mas não querem oferecer para os irmãos que precisam de limpeza.


Sabe por que isso acontece? Porque não sabem aonde buscar água. E para manter sua bacia limpa, ou seja, para manter sua aparência, não fazem nada!


Se Cristo disse que somos uma fonte a jorrar para a eternidade, então, não importa quantas vezes usamos nossa bacia, ela sempre estará limpa e terá água!


Então, já sabe: “Nasceu, corta! Cortou, lava!”.


3- Esfoliavam a pele do bebê, para purificação de sua pele;


A água fazia parte do processo de preparação para o sal, que tem propriedades purificadoras.


Existem manchas e sujeiras que só saem com esfregação, ou seja, não adianta simplesmente colocar água ou deixar de molho.


Esfregar é repetir processos.


Muitas vezes, as coisas deixam de acontecer não por falta de poder, mas por falta de potência! Por quê? Você se cansou de repetir o processo!


E como a gente “esfrega”? Orando de novo, jejuando de novo... e fazendo isso quantas vezes forem necessárias.


Então, já sabe: “Nasceu, corta! Cortou, lava! Lavou, esfrega!”


4- Envolviam a criança com faixas de linho.


Inclusive, Jesus passou por este procedimento.


Lucas 2.7: “Então Maria deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou o menino e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.”


Por que as parteiras faziam isso? Por, basicamente, dois motivos: para “selar” o seu trabalho e para proteger os bebês, pois nem todas as pessoas sabem segurar um recém-nascido.

Isso tudo nos deixa duas lições importantes:


1- Não tome como propriedade sua aquilo que Deus colocou somente para você auxiliar!


2- Limite somente para proteger!


Mas lembre-se: DEUS NÃO TE CHAMOU PARA SER BABÁ, MAS PARA SER PARTEIRA!


Fomos chamadas para aliviar dores, para ajudar outras mulheres a fazer força e para prepará-las para sua caminhada com Cristo!


Então, já sabe: “Nasceu, corta! Cortou, lava! Lavou, esfrega! Esfregou, enfaixe!”



Redação

Últimas