Como ter um reencontro com a vida?


O Setembro Amarelo é dedicado à prevenção e conscientização contra o suicídio. Cerca de 12 mil suicídios são registrados todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo.


Trata-se de uma triste realidade e, em 96,8% dos casos há relação com transtornos mentais. Entre as principais doenças relacionadas está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.


Os índices crescentes de suicídios nas últimas décadas alertam sobre a importância de falar sobre o assunto. Ainda há muito tabu acerca do tema, mas o colocar em pauta na sociedade é fator importante para evitar a perda de outras vidas.


Para ajudar a reverter este quatro, a Igreja Renascer em Cristo ampliou o serviço de atendimento SOS da Vida, que agora é 24h. Mais de mil pessoas estão envolvidas no atendimento de ligações telefônicas de todo o país. Por meio do serviço, as pessoas podem pedir oração, solicitar aconselhamento pastoral sobre diversas situações, requisitar cestas básicas e outras necessidades nas quais a Igreja possa ajudar. “Atuamos com o SOS da Vida há muitos anos, mas agora estamos ampliando o serviço. Estamos abrindo o maior número possível de canais de comunicação com a população. É muito importante que as pessoas tenham acesso ao acompanhamento espiritual e emocional neste período tão difícil. Esse amor e apoio às vidas é a essência do evangelho que pregamos”, afirma o apóstolo Estevam Hernandes, líder da Igreja Renascer. A equipe de atendentes é composta por bispos, pastores e presbíteros da Igreja Renascer em Cristo. O custo é de uma ligação local para os seguintes DDDs: 11 / 13 / 15 / 17 / 19 / 21 O número, que também é WhatsApp, é: (11) 3500-1234


“Nós, como igreja, temos lutado diariamente contra esta realidade, levando mensagens de fé, guerreando espiritualmente e oferecendo apoio emocional para quem sofre deste mal terrível, um mal que, muitas vezes, é silencioso”, afirma Fernanda Hernandes Rasmussen, Bispa Nacional da Igreja Renascer em Cristo.


Um reencontro com a vida


Será que é possível se feliz mesmo tendo perdido tudo?


Será que existe remédio para essa dor que, muitas vezes, não cabe no nosso peito ou a única saída é a morte?


Em seu novo livro, “Reencontro com a Vida”, a Bispa Sonia Hernandes garante que é possível sim recuperar a alegria de viver e ainda revela detalhes do seu processo de superação da morte do filho mais velho e como venceu a depressão.

“Eu descobri que não existe só um remédio para a dor, mas uma cura! Isso mesmo! Existe um caminho de libertação, e eu o encontrei no momento de maior sofrimento da minha vida! Depois de sete anos em coma, Deus levou meu filho para si! E, junto com ele, foram muitos sonhos e projetos. E aquela dúvida angustiante me consumia todos os: Como eu posso viver sem ele? Mas quando eu entendi que nada foi tirado de mim e que eu não o perdi, tudo fico mais leve!”, afirmou a autora.


“Sabe o que eu aprendi? Que a gente só perde aquilo que a gente não sabe onde está. E eu sei onde está meu filho. Antes de o Bispo Tid ser meu filho, ele é filho de Deus. E, hoje, meu filho está com Ele. A missão dele aqui na terra acabou, mas a minha continua, e essa missão passa por ajudar as pessoas a vencerem o luto, como eu venci, e a encontrar novas alegrias, como eu encontrei”, acrescentou.


Durante sua participação no Positivamente Podcast, apresentado pela Karina Bacchi, Bispa Sonia revelou que já fez planos para tirar a própria vida e a dos filhos, pois não tinha mais perspectivas de futuro.


Ela contou que no mesmo dia em que ela decidiu colocar um ponto final em sua história, Deus revelou seu chamado.


Acompanhe, a seguir, o testemunho completo:


Redação

Últimas